quarta-feira, 6 de junho de 2012

Seja bem vindo!


"- Mais um blog, Rita?" - alguém diria...  É... Mais um por causa da minha mania de organização! Se reflete também na internet! Cada blog é para um assunto em específico! Não gosto de misturar para que tudo seja devidamente processado, não só pelos possíveis leitores, mas pra mim mesma, já que o que escrevo serve primeiramente pra mim!


A primeira música que ouvi hoje foi Tim Maia - Azul da Cor do Mar. "Há se o mundo inteiro me pudesse ouvir... Tenho tanto pra contar, dizer que aprendi!". Aprendi tanta coisa e ainda estou aprendendo tanto!


Blog pessoal não é meu forte, então não pense que este irá tratar de minha vida pessoal como indivíduo, que eu irei postar fotos e histórias do meu dia- a- dia ou que este seja algum tipo de diário virtual... A intenção não é esta!


Hoje em dia vivo um dilema com meu filho mais novo que há quase três sofreu Bullying! O trauma que fica parece irreversível! Ajudá-lo neste momento me remete a própria infância onde - entre tantas situações sofridas - também sofri Bullying, mas na época o nome era racismo, preconceito e intolerância. Naquela época, o termo Bullying não existia, muito menos ajuda para algo do gênero.


Parece que era normal a rejeição pelo outro e as humilhações públicas devido a época que o nosso país vivia... Hoje em dia, estando o Brasil em acelerado desenvolvimento e com a informação disponível para quem quiser sob a proteção da 'Democracia' e 'Liberdade de Expressão', chega a ser inaceitável que alguém tolere ou se cale diante de qualquer tipo de agressão física ou psicológica.


É por isto que criei mais um blog! Vou compartilhar processos de superação de problemas emocionais e psicológicos como também os que ainda estão presentes, incluindo o Bullying.


Eu e meu marido na infância não tivemos nenhum suporte ou apoio para superar nenhum de nossos dilemas internos. Uns conseguimos resolver, outros conseguimos conseguimos conviver com eles... Não foi ajuda profissional que trouxe solução, muito menos nenhum ritual religioso, menos ainda a quantidade absurda de medicamentos para males que envolvem emoções e mente... A solução só veio eficaz quando mudamos nossa postura diante de nós mesmos e da própria vida!


O foco aqui será o universo interno do indivíduo e o externo dentro de sua atmosfera familiar e social - seja no trabalho quanto na escola. A população precisa de muita ajuda sim no que diz respeito a coletividade, ou seja, a sociedade em geral. Mas nenhuma destas soluções serão realmente eficientes se nosso intelecto e emocional não evoluírem juntamente. 


Nossa personalidade, nosso comportamento, nossas manias, nossos desejos, tudo é reflexo de algo interno. Conhecermos a nós mesmos é um ótimo caminho para nos redescobrirmos e encontrarmos com maior facilidade os meios necessários para vivermos em paz interior e assim sermos capazes de transpor qualquer obstáculo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por nos visitar e comentar!
Volte sempre e quando quiser, deixe também sua sugestão!